Pilates alivia sintomas da tensão pré-menstrual

“Exercícios reduzem o inchaço e as dores, além de melhorarem o mau humor e a ansiedade.”

Mau humor, cansaço, irritabilidade excessiva, insônia, dor abdominal, enjoo… a tensão pré-menstrual (TPM) assombra cerca de 75% das mulheres entre 20 e 45 anos. Mas o Pilates, atividade física que fortalece e dá mais flexibilidade aos músculos, promete aliviar estes sintomas.


A fisioterapeuta e integrante da Associação Brasileira de Pilates (Abrapi) Erica Mori explica que a atividade ajuda a mulher a enfrentar o período especialmente porque melhora o fluxo sanguíneo.

“O Pilates diminui o inchaço, melhora as alterações de humor, reduz a ansiedade, o estresse, as dores no corpo e as tensões geradas nos dias da TPM”, exemplifica.

Erica ainda explica que, por causa do trabalho respiratório que a prática exige da aluna, a endorfina (hormônio responsável pela sensação de bem-estar e prazer) é liberada pelo organismo, aliviando o transtorno da TPM.

Para sentir os efeitos da atividade, a recomendação dos profissionais é praticá-la pelo menos duas vezes por semana, durante 30 minutos. “O mais importante é a mulher manter a frequência nas aulas. Em média, depois de 15 ou 20 sessões, ela começa a perceber alguma diferença. Depois de 30, ela começa a se sentir uma nova pessoa”, explica Erica.

Além do Pilates, outras atividades simples podem aliviar o desconforto do período. “É fundamental sempre fazer algo que proporcione a sensação de bem-estar. Exercícios leves, como um passeio no parque, já ajudam o corpo a lidar melhor com a TPM”, explcia Erica.

O Pilates, além de ajudar contra a tensão pré-menstrual, também é indicado para outras finalidades. Por alongar e fortalecer a musculatura, a prática previne lesões, corrige a postura, alivia dores musculares, melhora o equilíbrio, a coordenação e a capacidade respiratória, e ainda serve para pessoas que precisam passar por processos de reabilitação física.

Fazer atividade física é essencial

Mulheres que não praticam atividades físicas regularmente costumam sentir mais os efeitos da tensão pré-menstrual. Além disso, seu fluxo menstrual geralmente é maior.

“Fazer atividade física, pelo menos duas vezes na semana, é essencial para combater todos os problemas que a TPM pode trazer”, alerta Erica.
A fisioterapeuta também recomenda que as mulheres tenham uma alimentação balanceada.

“Coma bastante verdura, legumes e frutas. Equilibrar os nutrientes ajuda o organismo. Além disso, use o mínimo de sal possível, já que ele contribui para o inchaço no período”.

FAÇA EM CASA

CONTRAÇÃO ABDOMINAL
Deite-se sobre um colchonete de barriga para cima. Deixe pernas e braços estendidos ao longo do corpo. Faça 10 inspirações profundas pelo nariz, soltando lentamente pela boca. Durante as expirações, faça uma contração abdominal.

ROLL UP
Deite e estenda os braços e as pernas. Inspire, expire, flexione o pescoço e suba o tronco até ficar sentada. Inspire, expire e leve a cabeça em direção aos joelhos. Faça 10 repetições.

SINGLE LEG STRETCH
Deite, pernas flexionadas a 90 graus e braços ao lado do corpo. Inspire, traga o joelho esquerdo próximo do peito e estenda a perna direita para baixo. Expire e troque a posição das pernas. Faça 10 repetições.

SHOULDER BRIGHT
Deitada, joelhos flexionados, pés apoiados no chão e braços estendidos ao lado do corpo. Inspire, e expire elevando os quadris, mantendo o tronco alinhado com as coxas. Inspire e expire elevando uma das pernas. Inspire e expire estendendo a perna para o alto. Faça 10 repetições.

Fonte: O Dia

Partilhe no Facebook
This entry was posted in Saúde. Bookmark the permalink.

Comments are closed.