Comer castanhas reduz o risco de morte prematura.

“Consumo diminui chances de morte por doenças cardiovasculares, respiratórias e câncer.”

Pessoas com uma dieta rica em castanhas, incluindo nozes e amendoins, têm menos chances de morrer de doenças cardiovasculares, respiratórias e câncer, segundo uma nova pesquisa publicada no “New England Journal of Medicine”.

Quanto mais castanhas consumidas, maior o benefício, de acordo com o relatório, que incluiu dados de profissionais de saúde desde 1980. As bases de dados usadas incluíram cerca de 76 mil mulheres e 42 mil homens. Os resultados se baseiam em questionários sobre hábitos alimentares dos participantes.

A pesquisa se soma a outras publicadas anteriormente sugerindo que comer castanhas reduz o risco de problemas de saúde, como doenças do coração, câncer do cólon e diabetes tipo 2.

- As castanhas costumavam ser demonizadas porque são ricas em gordura. Agora, 20 anos depois, elas são reconhecidas como um alimento saudável – afirmou à Reuters Jeffrey Blumberg, pesquisador do Centro de Pesquisa de Nutrição Humana da Universidade Tufts, em Boston, que não participou do estudo. – Da mesma forma que café e ovos eram demonizados. As castanhas são ricas em gordura, mas em gorduras boas.

O novo estudo sugere que o maior benefício das castanhas está em reduzir mortes prematuras. A variedade das castanhas pareceu não fazer diferença, segundo o autor da pesquisa:

- O benefício realmente parece abranger todos os tipos de castanhas – disse, Charles Fuchs, do Instituto de Câncer Dana-Farber, de Boston.

Aqueles que consumiam castanhas uma vez por semana tinham 11% menos chances de morrer durante o estudo, e os que as consumiam todos os dias tinham redução de 20% do risco. As chances de doenças do coração eram 29% menores para um consumo de cinco vezes por semana; 24% menor de complicações respiratórias, como doença pulmonar obstrutiva crônica; e 11%, de câncer.

As castanhas não tinham relação com a redução de mortes por acidente vascular cerebral, doença neurodegenerativa, infecção ou doença do rim. Nem em redução de mortes por diabetes, embora algumas pesquisas tenham sugerido este benefício.

A recomendação é consumir 30 gramas de castanhas por dia, embora quantidades menores também façam diferença. O estudo diz ainda que estas pessoas têm menos chances de engordar.

- Definitivamente vemos que as pessoas que comem castanhas tendem a ser mais magras e menos propensas à obesidade – disse Fuchs.

Fonte: Globo.com

Partilhe no Facebook
This entry was posted in Saúde. Bookmark the permalink.

Comments are closed.