Novos estudos derrubam mitos e dão dicas para você se exercitar melhor

Café é bom para a saúde ou faz mal? E telemóvel/celular, tem alguma relação com câncer ou não tem nada a ver? O ovo consumido em excesso é prejudicial? Essas três situações são bem corriqueiras, mas exemplificam uma praxe na ciência: não existe verdade absoluta. É por isso que estudos são feitos e teorias até então aceitas podem, com o resultado de um deles, cair.

A mesma regra vale na área da saúde e condicionamento físico. Não são apenas entendimentos que mudam ou orientações que se invertem totalmente. A ciência descobre, dia após dia, formas de otimizar a malhação e, com isso, melhorar a nossa qualidade de vida — é esse, afinal, o objetivo disso tudo.

O site da revista Men’s Health publicou uma matéria com os 12 melhores estudos sobre fitness realizados em 2012. Todos são curiosos e, em maior ou menor grau, podem gerar algum impacto positivo para os praticantes de exercícios físicos. Selecionamos alguns:

* Um estudo publicado no Journal of Strength & Conditioning Research constatou que a corrida feita ao ar livre é 3% mais difícil do que a feita em academias usando uma esteira. É um ganho ínfimo, mas um incentivo extra para passar mais tempo fora de casa e do escritório;

* Cientistas provaram no The Cochrane Library que a imersão em água gelada até três dias depois de uma sessão mais pesada de exercícios reduz a fadiga e dor muscular entre 15% e 20%. Em vez de ficar parado, descansando, assim que voltar da academia tome uma ducha gelada. Seus músculos agradecem;

* Ânimo! Um estudo do Journal of Strength & Conditioning detectou ganhos de até 22% no desempenho de pessoas ao levantar peso quando elas se concentravam no exercício, mais especificamente nos músculos que estavam sendo trabalhados. Quer ainda potência? Enrijeça o bumbum! Isso aumenta a estabilidade durante o levantamento do pesos.

* Lembra do café, citado no início do texto? Olha ele aqui. Uma pesquisa publicada no Journal of Sports Medicine and Physical Fitness revelou que a cafeína ajuda a aguentar cargas maiores de peso e a diminuir a sensação de cansaço. O estudo analisou dois grupos, um que consumia cafeína e outro, uma bebida placebo, e constatou que os membros do primeiro grupo foram capazes de aguentar sessões de levantamento de pesos até três vezes mais longas.

Fonte: Men’s Health and RedBull

Partilhe no Facebook
This entry was posted in Saúde. Bookmark the permalink.

Comments are closed.